sexta-feira, 4 de abril de 2008

Lágrima...




Lágrima...

Purpurina dos olhos,

brilham de saudade de você

E se transformam em sóis

quando demoram a te ver.

Depois, se apagam


num risco no céu...

Um cisco que escapou

e saiu a sua procura.


(Sirlei L. Passolongo)

3 comentários:

Me Morte disse...

To aqui linda! Pode parar de chorar,kkkkkkkk
Bom lamento.

Ana Kaya disse...

Que coisa mais fofa e leve e gostosa de ler.
Muito bom.

Emerson Sarmento disse...

-

Adorei tambem!