quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Soneto da Necessidade


-

Soneto da Necessidade


É preciso sentir além da alma
além do amor ócio indo pela janela
além da voz singela que se cala
no beijo que o infinito revela.

É necessário beijar-te além da carne
além,mais que além do desejo mundano
é preciso unir corpos em plena felicidade
para cada instante da eternidade seguir amando.

É preciso amar-te depois de tanto morrer
em versos de elegia nos tempos anteriores
enclausurados no epitáfio do meu passado.

É necessário corar teu rosto delicado
que ao toca-lo desatina - perde eloqüência
onde teus olhos delineiam o destino da existência.

por Emerson Sarmento

2 comentários:

Me Morte disse...

O Émerson é o mais novo guardião...confira:
www.memorte.blogspot.com

Strega disse...

Incrível!!! Lindo, profundo e perfeito!!!!