domingo, 23 de dezembro de 2007

ALQUIMISTA




















Ar, fogo, céu e Terra.
Água turva do meu vaso
de orquídeas venenosas.
Em quarto vão e escuro,
transo minhas bruxarias,
minhas iras.
Meu intento cobiçoso
de sorver a mão de Midas
e viver eternamente.



Marcelo Farias - Para Entender a Mágica.

Um comentário:

Me Morte disse...

Caramba! Macabro!
Foi uma estreia e tanto, parabéns.
Beijos