quarta-feira, 25 de junho de 2008

*** Palavra Calada ***




Palavra Calada


Abri o verbo
não encontrei teus olhos
as páginas macias enrugaram-se
pois que os vi cerrados
dentro da parede cinza
onde agora bate sem rumo
meu coração
abri o verbo
a sobrevoar infinitos
perco-me
não encontro palavras
não encontro explicações
não encontro soluços ou lágrimas
apenas concluo
nos matizes da página
um respirar contido
um gole supérfluo
um desfecho incrédulo
uma hora deitada
e essa dor...
ah! essa dor que crava minutos

** Gaivota **

Junho-2008


*************************

Um comentário:

Thiers R > disse...

abri o verbo...
um respirar contido
um gole supérfluo
um desfecho incrédulo
uma hora deitada
e essa dor...
ah! essa dor que crava minutos


Isso é simplesmente lindo Ga!
É sombrio e nem fala de túmulos... é isso q eu gst.