terça-feira, 23 de setembro de 2008

BRUMAS FUNESTAS






















Cinza céu cisudo
Luto de nuvens
Plúmbeas
Brumas funestas
Tempo
Ar carrancudo
Vento sopra as horas
Vãs plumas
Incertas dos homens
Feridas
Rosas abertas
Na alma
Profundas...



Marcelo Farias - Para Entender a Mágica. Ilustração: o Pink Floyd com seus cinco membros. PS: Adeus Rick Wright (primeiro à direita).

3 comentários:

Thiers R > disse...

O seu poema consegue ser perfeito a começar pelo título. Tremendo bom gosto.
E continua, nos termos, no contexto e no fechamento. Eu gostei muitíssimo. Entretanto fiquei em dúvida se vc usou a licença poética pro termo sisudo... quem sabe pra combinar com Cinza céu.....?

__________________
Cinza céu cisudo
Luto de nuvens
Plúmbeas
Brumas funestas
Tempo
Ar carrancudo
Vento sopra as horas
Vãs plumas
Incertas dos homens
Feridas
Rosas abertas
Na alma
Profundas...


Linnnnnnnnnndo!

Me Morte disse...

Bela homenagem vc fez! É um mito da história da música mundial! Parabéns pelo poema!

Ana Kaya disse...

Marcelo, bela homenagem mesmo.
Eu adorei. Muito sensível da sua parte.
Muito legal mesmo. Ah as boas bandas estão se indo...... e nós tb ahahahahahhahaha.
Abraços