domingo, 31 de maio de 2009

3º Lugar do Concurso do Vale - Niver da Me






Um Olhar

.

Trago em minha face traços de cansaço
Vivo triste e sozinho

Olhe nos meus olhos e veja
Um olhar vazio
Sombrio
Doentio

Um olhar Fúnebre
Que derrama lágrimas vermelhas
De sangue

Meu olhar negro como a noite
Não esconde minha dor

Revela minha alma
Oca
A alma de um sofredor

Olhos tristes e doloridos
Não esconde de ninguém meu tormento
Meu coração dilacerado por um amor Ilícito.

Meu Olhar vazio...
Triste e sombrio...

Não esconde de ninguém o que me destruiu...





.
Meu nome é Álex Marcondes, nasci em 13 de novembro de 1990. Sou de Maceió, Alagoas, e no momento, faço faculdade de letras.

Sou um Rapaz caseiro, não gosto de festas, nem lugares badalados, dou mais valor as coisas simples da vida, e prefiro ficar em casa lendo um livro ou escutando uma boa musica..

Comecei a escrever meus primeiros poemas aos 15 anos, e confesso que, nem que eu quisesse, eu conseguiria parar de escrever. As palavras simplesmente tomam conta de mim. É nessas horas que geralmente escrevo, ‘quando as palavras falam comigo. ’ Meus poemas são baseados em situações vividas e/ou presenciadas. Não me pego influenciado por algum autor, eu levo comigo um pouco de tudo o que admiro. Posso dizer que tenho ‘estilo próprio’, e se meus poemas apresentarem semelhanças com grandes obras,posso afirmar,de fato, que não passa de mera coincidência.

Fotolog: www.fotolog.com/papai_cruel

Recanto das letras: http://recantodasletras.uol.com.br/autores/wintersun

E-mail: requiescat_in_pace@live.com

Nenhum comentário: