segunda-feira, 25 de maio de 2009

DESFALEÇO




DESFALEÇO

** Gaivota **


Há uma corrente na dor

vapor desfeito divaga

teus dedos

espalho-me

como poeira

meu sorriso se quebra

lateja o pulso

olho-te irrequieta

afinal o que queres?

a casa se abriu

no olhar se uniu

aberta noite de estrelas

em negro véu fazem-se confidentes

entreaberta boca

desfaleço

de teus lábios

toquei flores

abracei pétalas



no transe reconfigurei a ponto de não mais me pertencer



* * *

Um comentário:

Me Morte disse...

caramba! que loucura!e que paixão!