sábado, 24 de setembro de 2011

Estação do recomeço

Pelas janelas chegam-me uns sabiás

Trinam enquanto trabalho cá

Ouço outros nas ruas, em casa, quando lá

Trinados quais remotas buscas ansiadas

Da continuação das espécies animadas

O tempo rebenta em cores e, vivaz assim,

Cobra do inverno, na essência, o fim

Um comentário:

Me Morte disse...

É a época mais linda do ano!!! Adoro fotografar!