segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

vaivém de mar intenso amar

2012 é Ano do Dragão

naquele justo momento
éramos pessoa uma 
único e raro instante
a espera exasperara
paralisado eu ficara
tu inerte se abandonara
uma corrente elétrica
adonara-se de nós
poderosa, feérica
veloz e muito acima
o vôo do albatroz
perto a gaivota plana
a veloz arremetida do gavião
vaivém de mar intenso amar
um pulso só, um só coração

2 comentários:

Me Morte disse...

Ah! O amor! Muito belo!

Adroaldo Bauer disse...

Peixinhos distraídos, que aprendiam a nadar, foram ao bico da gaivota parar, que perdeu-os pro albatroz, que levou bicada do gavião.
Assim é também o amor e a sobrevivência, amada e querida amiga.
Uma luta de vida e morte... natural, então.