domingo, 24 de fevereiro de 2008

3° Lugar no Concurso do Vale das Sombras de 2° Aniversário


Tormento...de Flávia da Silveira Perez


Fizeste o primeiro corte
dos cem
a que tens direito
(tortura indolor,
descomedida).

Precisão cirúrgica.

Escondida,
a marca (sanga)
silenciosamente
sangra
teu vinho
tinto de curare.

Preciso da tua língua
na minha;

curativo...

Preciso do teu sexo
que me invade:

curetagem...

Senão
empalideço devagar,
Curandeiro.

Morte tardia:
cada corte aos poucos
te esvai
e deixará minha boca fria...

E tu escorrerás belo bueiro.



.

Um comentário:

ükma disse...

Que delícia. Amor e dor sempre resultam em muito prazer.