segunda-feira, 11 de julho de 2011

Uma duzia de rosas vermelhas, querida...



Numa lápide do cemitério,
Deixaram envoltas em fitas,
Uma duzia de rosas vermelhas.
A foto era amarela e antiga,
Inscrição apagada,descolorida.
Provavelmente uma namorada,
Um amor que se foi...

Eu nunca ganhei rosas vermelhas.
Como invejei aquela morta,
Que mesmo estando deteriorando,
Se fazia desejada, amada, lembrada
E eu aqui mofando...em vida!
Uma alma fúnebre que respira
E nunca ganhou rosas...

Peguei as fitas e joguei,
Uma a uma, no túmulo ao lado.
Cada botão de rosa que eu tocava
Morria, murchava, condenado
A ser um morto-vivo despeitado,
Como meu coração ali se mostrava,
Um mero órgão desapaixonado...

E a foto da inscrição apagada,
Verteu duas lágrimas caladas,
Longe da percepção humanamente sentida
Chorou por ter em morte gesto tão pleno de vida
__Uma duzia de rosas vermelhas querida!
E nem percebeu que haviam lhe roubado,
Nem as flores, nem as fitas...

Disso aprendi que o que vale
Não são as rosas que por ventura receba,
Mas o amor que por certo distribua,
Que faça, mesmo em morte, ser lembrada,
Mesmo depois de deteriorada,
Continuar a ser desejada e querida
Isso é só para os que foram plenos em vida!

Me Morte
(Feliz Aniversário Vale das Sombras- 02/2008)

ressuscitando para novas apreciações...

10 comentários:

Emerson Sarmento disse...

-

Como sempre ne Me?
Muito foda!
que foto escrota do caralho!
kkkkkkkkkkkk
adoreii!

Bjus!

Mali Ueno disse...

adorei!!!
digníssimo do vale.. muito mesmo..
just perfect..
hehehe

bjuss

Giselle Sato disse...

O gótico não é somente sombrio.É muito mais.Um convite a penetrar no mundo abissal que habita a alma e que teimamos em ocultar.

A vida não é somente bela.É muito mais.É um convite a visitar lugares onde nada pode ser oculto.

Uma dúzia de rosas vermelhas nós.
Bjs inspirados querida Me.

Ana Kaya disse...

Faço minhas as palavras da Giselle,
caralho Me, este está de matar, fiquei toda arrepiada, que lindo menina.
ai que bom, poder voltar a ler textos maravilhosos, ficar sem net em casa é um terrorrrrrrrrrrrr. Fiquei sem o final de semana inteiro.
ME EU TE AMOOOOOOOOOOOOOOOO
Tudo que vc faz é lindo ou fica lindo, ou pelo menos engana ahahahahahahahah brincadeirinha.
Depois que arrumou o computer, fiquei toda feliz.
Beijos linda mulher fatal e dona das artes das letras.

Ana Kaya disse...

Ah e tem tempo, a foto que colocou está maravihosaaaaaaaaaaaaaaa.
Ameiiiiiiiiii e até salvei pra mim ehehehehehe.
Sou a maior larápia de fotos e figuras, mas não fotos de ninguém, mas figuras e fotos interessantes, tipo a do morcego que foi colocado naquele texto chatinho do Adriano, aquele morcego tá tudo de bom.

Adroaldo Bauer disse...

Me, duas dúzias de rosas vermelhas, por dia, pra ti!
Só até o fim do ano de 2008. De pois vamvê. Chôdibola mermo teu poema (é esse o nome dele, não duvide. Põe lá no Overmundo também. Eu voto nele, já. Mas me avisa se o fizeres.

(onde eu posto os meus versinhos, que ainda não aprendi, de tão novinho que sou... aqui? vou deixar no recado e se é contigo, tá dado:

Nu e cru, um fio de navalha

Em essência, sobrepaira o aroma da presença tua.
Passo a passo na linha, uma alma desalinhada, nua.
Enredado em teus cabelos, um fio de navalha, crua.

Um mordida na bochecha (levinha, sem machucar muito)

Me Morte disse...

Emerson, valeu, foto escrota mesmo, muito linda!Beijos

Valeu Mali, Ana, pode roubar a vontade, ladrão que rouba ladrão...rsss

Giselle, rosas pra vc querida, obrigada por ser sempre tão generosa.

Adroaldo, pode morder a vontade, adoro mordida,rsss
Teu poema eu vou publicar dia 6 no dia dos convidados especiais...O meu poema já está no overmundo, esperando começar as votações daqui 22 horas.
Beijos

Raiblue disse...

Oi,Me!!

Parabéns!!
Muitas rosas vermelhas procê!!

Muitas vezes os mortos estão mais vivos que os vivos...e mais amados...porque não é a carne que prevalece,apesar de ser gostosa...rs,mas a alma...o amor distribuído..adorei!!

Aguardando a votação lá no over...
grande beijo azul
Rai

Juliana T.P. POE disse...

aie amiga !!!
que lindoooo :)
Parabéns.
Muito gótico, melancólico ...
tudo de bom ...
olha só uma vez estive em um cemitério lá em Pelotas e fotografei um tumulo, o qual tinha um anjo esculpido. E adivinha só o que tinha sobre ele ?
um ramalhete de rosas vermelhas já enegrecidas pelo tempo...

Nina Pilar disse...

Amigos um belo dia do amigo pra vcs... na musica do milton nascimento e fernando brant a belíssima _Canção da América_, nada pode representar melhor um amigo e a sua importância...

Canção da América

Amigo é coisa pra se guardar
Debaixo de sete chaves,
Dentro do coração,
assim falava a canção que na América ouvi,
mas quem cantava chorou ao ver o seu amigo partir,
mas quem ficou, no pensamento voou,
com seu canto que o outro lembrou
E quem voou no pensamento ficou,
com a lembrança que o outro cantou.
Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito,
mesmo que o tempo e a distância, digam não,
mesmo esquecendo a canção.
O que importa é ouvir a voz que vem do coração.
Pois, seja o que vier,
venha o que vier
Qualquer dia amigo eu volto a te encontrar
Qualquer dia amigo, a gente vai se encontrar.

depois disso é esperar que nossos corações emocionem-se com nossas amizades como emocionamo-nos qdo ouvimos esta declaração de amor, tão maravilhosamente interpretada na voz do meu querido milton nascimento.

e esperar que cada um de nós escute o que fala o nosso coração...ate pq tudo que eu queria dizer eles já falaram, faço minha a voz deste gigante da nossa musica.

beijinhos queridos um belo dia do amigo todos...
Rascunhos2