terça-feira, 26 de agosto de 2008

SOLUÇO FAMINTO




SOLUÇOS FAMINTOS


Vagueia pútrida como fel amargo, vagueia...
Pisa teu salto na límpida margem mas depois não venha dizer:
- “manchei o amor, ensangüentei a flor, facetei as letras que um dia me destes”
Sim eu sei, um dia te entreguei límpida como água cristalina, chegaste a encostar a boca mas vomitaste negra tinta, tu que tinges oceanos, tu que enfeitiças o amor e vorazmente comes.
Sobro-me faminto.


** Gaivota **




********************

2 comentários:

Me Morte disse...

Pássaro azul totoso! Se está faminto farta-te em meus quitutes, rsss
Poeta de meu sonhos! Cada vez melhor hein!Beijão!

Thiers R > disse...

Vai pútrida, vai..


chegaste a encostar a boca mas vomitaste negra tinta, tu que tinges oceanos, tu que enfeitiças o amor e vorazmente comes.
Sobro-me faminto.


Que escárnio, meu!
Então ela chega sorrateira e encosta boca no oceano? E tinge, verme ! Enfeitiça meu pássaro azul!
adorei o sobro-mer faminto.. mas Ga não sobra não, devia ser uma alma penada. meu pássaro é blue..
uhuuu
adorei!