quarta-feira, 22 de abril de 2009

LOST PAST




Amo-vos minhas pálidas lembranças
Banhadas nas cascatas mais oníricas
Amo-vos pelas vozes belas, líricas...
E por jamais trazerdes esperanças!

Amo-vos meus pecados infinitos,
Máculas de redutos infernais
Que trilham por locais celestiais,
Onde se escutam meus lívidos gritos...

Não há como matar este passado!
Não há como viver este presente!
E o amor? Deixa de lado o que se sente?

Mancha lembrança mácula pecado
Um futuro que nunca morrerá...
Um passado que nunca chegará...


Rommel Werneck


Confira em vídeo Lost Past

Vídeos no YouTube:Passos da paixão
Pálido Pecado
Demônio Angelical
Soneto
Lost Past



Meus amigos Cris Leite e Daniel MoreiraLima declamando o soneto Lua Lacrimosa



Eu e Sandra Soares lendo o soneto Só

MINHA PÁGINA NO RECANTO DAS LETRAS


BLOG POESIA RETRÔ, A POESIA DE SEMPRE


Um comentário:

Me Morte disse...

to encantada com o poema e mais ainda com os links, vc é muito talentoso...