quinta-feira, 21 de outubro de 2010

A Procura


Já conversei com os deuses
Já repousei vários colos
Escorreguei entre ventres
Bebi do frescor da infância
Ouvi conversa de insetos
Mergulhei infernos
Descansei escuridões
Nadei olhares
Percorri sorrisos
Provei um pouco do céu
Bebi do vinho maldito
Pulei abismos e bocas
Enquanto não me atordoava o giro do mundo

Lunático
Agora persigo o fogo
O gelo
Uma luz distante e desfocada
No rastro das bruxas um brilho de fada
O vento
O centro
E uma improvável paz

(Celso Mendes)

2 comentários:

Me Morte disse...

Lunático
Agora persigo o fogo
O gelo
Uma luz distante e desfocada
No rastro das bruxas um brilho de fada
O vento
O centro
E uma improvável paz

Lindo!!!!

Celso Mendes disse...

Obrigado, Me! Beijos!